fbpx

MODERNISTAS

Clássicos

Oswald de Andrade, combativo e cosmopolita

Jornalista, antifascista e integrante do Grupo dos Cinco do Modernismo no Brasil, foi o autor dos dois mais importantes manifestos modernistas, o Manifesto da Poesia Pau-Brasil e o Manifesto Antropófago, bem como do primeiro livro de poemas do modernismo brasileiro, Pau-Brasil.

Macunaima livro
Livros

Macunaíma, de Mário de Andrade

Macunaíma nasce e já manifesta sua principal característica: a preguiça. O herói vive às margens do mítico rio Uraricoera com sua mãe e seus irmãos, Maanape e Jiguê, numa tribo amazônica. Após a morte da mãe, os três irmãos partem em busca de aventuras.

Clássicos

Quatro Poemas de Manuel Bandeira

Dono de uma extensa e influente obra trazemos uma pequena seleção de alguns poemas de Manuel Bandeira, poeta, cronista, crítico e historiador literário.

Clássicos

Lygia Fagundes Telles, a dama da literatura brasileira

Uma das mais profícuas escritoras brasileiras, com obras produzidas desde a juventude, Lygia Fagundes Telles, dona de um estilo onde se observa o fluxo de consciência ora dos personagens ora do narrador, é celebrada como a dama da literatura.

Clássicos

O amado, singelo e popular Mário Quintana

Mário Quintana, gaúcho, foi poeta, tradutor e jornalista. Mestre da palavra, do humor e da síntese poética, em 1980 recebeu o Prêmio Machado de Assis da ABL e o Prêmio Jabuti em 1981. Seus poemas e frases circulam livremente nas redes sociais mantendo viva a memória e o encanto de sua obra.

Clássicos

Os cem anos do autor de Morte e Vida Severina

Em janeiro de 2020 comemora-se o centenário de nascimento do poeta João Cabral de Melo Neto, considerado por autores como Mia Couto como um dos maiores poetas em língua portuguesa. Expoente da geração de 45, diplomata, único brasileiro a receber o Prêmio Literário Neustadt, João é dono de um estilo próprio e original e sua obra, ainda hoje, conquista e encanta novos leitores.