Baleia, de Graciliano Ramos

Alagoano, Graciliano Ramos foi escritor, jornalista e professor. Autor de Vidas Secas, Angústia e Infância, retratou como poucos a complexidade da alma humana. Trazemos o famoso conto sobre a personagem Baleia deste que é celebrado como um dos maiores prosadores da literatura brasileira.

Leia

A Causa Secreta, um conto de Machado de Assis

Trazemos mais um conto do Bruxo do Cosme Velho, Machado de Assis. Aqui, acompanhamos a história de Fortunato e Garcia e vemos a maestria com que o autor cria enredos dotados de uma sombria ironia para discutir as motivações da alma humana.

Leia

O humor de Millôr Fernandes

Dono de um repertório que poderia citar Santo Agostinho ou reinventar uma história da mitologia, Millôr Fernandes, carioca do Meiér, foi escritor, jornalista, tradutor e desenhista, sempre pronto a comentar, com fina ironia e originalidade, os assuntos contemporâneos.

Leia

Oswald de Andrade, combativo e cosmopolita

Jornalista, antifascista e integrante do Grupo dos Cinco do Modernismo no Brasil, foi o autor dos dois mais importantes manifestos modernistas, o Manifesto da Poesia Pau-Brasil e o Manifesto Antropófago, bem como do primeiro livro de poemas do modernismo brasileiro, Pau-Brasil.

Leia

João Ubaldo Ribeiro, a obra sempre viva do escritor imortal

João Ubaldo Ribeiro é considerado um dos maiores expoentes da literatura brasileira. Oitavo ganhador brasileiro do Prêmio Camões, imortalizado pela Academia e traduzido para diversos idiomas sua obra ganhou o mundo. Conheça um pouco do autor e adquira o polêmico livro A Casa Dos Budas Ditosos, disponibilizado para download.

Leia

A Antipoesia de Nicanor Parra

Poeta e matemático chileno, Nicanor Parra quis sua poesia calcada no rés do chão, longe da grandiloqüência clássica ou da poesia sobre-humana, altiva, que se ocupa dos grandes temas do amor, da morte, da vida. “Durante meio século/A poesia foi/O paraíso do bobo solene”, escreve Parra em “A montanha-russa”.

Leia

Augusto dos Anjos, Poeta da Morte

Paraibano, filho de proprietários de engenho nascido no fim do século XIX, bacharel em direito que dedicou a vida ao magistério, Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos publicou em vida um único livro intitulado “Eu”. A indiscutível originalidade e inovação na escrita, com idéias modernas, termos científicos e temáticas filosóficas tornaram o poeta tão atemporal quanto incompreendido. Recebeu a alcunha de “Doutor Tristeza”, “Poeta Maldito” e “Poeta da Morte”.

Leia

João Villaret, o grande trovador

A poesia sempre contou com a oralidade. João Villaret, ator português da primeira metade do século XX, é responsável por interpretações memoráveis de autores consagrados, tanto de Portugal quanto da literatura mundial. Conheça um pouco de sua história e acesse os arquivos da RTP para conferir a integralidade de seus programas televisivos do fim da década de 50.

Leia

Osman Lins, o talento de um espírito indômito

Para ele, o escritor é aquele homem que se propõe novos desafios, superando, através do trabalho com a palavra, aquilo que pensava e sentia numa contínua e meditada transformação de si mesmo e do mundo em volta. Indomável e determinado a deixar sua marca na literatura brasileira, Osman possui uma extensa obra, onde reinventou o foco narrativo com originalidade.

Leia
EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish