fbpx
entrevista-lula Felix Guattari entrevista Lula (1982) Livros Entrevistas


Felix Guattari entrevista Lula (1982)


Nestes tempos de Golpe de Estado Técnico, em meio ao cinismo da democracia representativa – deturpada pelos que, ao invés de representar, fecham-se numa corporativa casta de poder – olhar para a História para ver quem saiu de onde, quem andou com quem, quem estabeleceu interlocução com quem, ainda é uma forma de entender mais claramente o presente da História.

Félix Guattari (1930-1992) foi filósofo, psicanalista e militante político. Produziu uma grande quantidade de artigos relevantes e  relacionou-se de forma produtiva com muitas das figuras mais importantes durante, ao menos, quatro décadas do século XX.

 
A produção intelectual de Guattari é misturada com a sua militância politica. Marxista dissidente, concebe o pensamento como uma ferramenta de luta social. Faz militância em diferentes grupos de esquerda e em toda a sua produção respiram-se ares do maio de 1968 francês. Para Guattari, esse movimento, que caracteriza como uma “revolução molecular” anuncia a possibilidade de outros modos de subjetivação política e de luta microssocial.
 
Guattari foi um grande estudioso do capitalismo, ele observa e analisa diversas formas cunhadas pelo capital em sua expansão global; enquanto acompanha os movimentos sociais que criticam o capitalismo e sua contrapartida. É também um dos principais percursores e referências da Reforma Psiquiátrica no mundo (juntamente com o italiano Franco Basaglia e outros) e considerado um dos componentes do pós-estruturalismo francês.

GUATTARI, Félix. Félix Guattari entrevista Lula. São Paulo: Brasiliense, 1982. 37p

lula-e-guattari Felix Guattari entrevista Lula (1982) Livros Entrevistas

Toda a questão é saber onde está o Estado: do lado do poder econômico ou do lado dos trabalhadores?

felix-e-lula-foto-2 Felix Guattari entrevista Lula (1982) Livros Entrevistas