Ernesto Moamba, o Filho da África

Apresentamos a poesia de Ernesto Moamba, um fado triste, uma canção sobre o que se põe a frente dos olhos e não se pode negar. O destino imaginado para as palavras são os ouvidos da Mãe África, de quem o poeta se apresenta como Filho. A essa conversa, um convite para esmiuçar o presente, os convidamos.

Acesse