fbpx

Desde que surgiram os primeiros smartphones, e durante a popularização dos mecanismos digitais de leitura, passou-se a questionar se o livro físico sobreviveria à era digital. Atualmente, mesmo com a crise das grandes editoras e livrarias, percebe-se mais a falência de um modelo de administração que já vem há anos dando sinais de esgotamento do que uma crise do produto “livro”. 

No sentido oposto à tendência de massificação da venda de livros, temos as editoras artesanais, que se apresentam no campo editorial como alternativa às grandes empresas do setor, tanto por questões artísticas, quanto de mercado, apresentando um trabalho diferenciado e carregado de rigor estético.  
 
Assim é Editora Butecanis Cabocla, que se inspira nos punks do século passado (“faça você mesmo”) e nos caboclos Brasileiros de qualquer época (na falta de tecnologia mais sofisticada use o facão),  e publica livros artesanais em pequena escala, não dependendo de grandes editoras nem dos raros editais de incentivo à cultura.

Produzir artesanalmente é como dar ao livro o mesmo tratamento que um poeta dá a um poema

tudo-acaba-1024x683 Editora produz livros artesanais Marginal
carato-1024x683 Editora produz livros artesanais Marginal
foto-2-1024x683 Editora produz livros artesanais Marginal

O selo Butecanis  publica autores  que querem conceber o processo de criação e o produto a ser publicado de um modo diferente dos métodos de produção em série, através de uma publicação artesanal de baixo custo  e com maior possibilidade de alcance aos leitores. No acervo encontramos livros de contos, crônicas, romance e poesia, produzidos artesanalmente ou em cartonaria. Vale Conferir! 

A Cartonaria é uma forma artesanal de fazer livros, entre outras tantas maneiras possíveis. A Cartonaria faz referência ao movimento cartonero surgido na argentina e que utiliza o papelão (em espanhol Carton) para fazer as capas, que também são confeccionadas em outros materiais, como papel cartão e papel craft. 

Artesania Literária