fbpx

También la lluvia

A história da América Latina é marcada pelo genocídio programático, praticado sem remorso pelos saqueadores dos povos originários em nome de um progresso que envenena e adoece a todos. Ao defender um recurso mineral valioso, a população de Cochabamba pôde pôr sua riqueza a seu próprio serviço. Esta é a história em También la lluvia, um filme dentro de um filme, sobre resistência, imperialismo e cinema.

También la lluvia é um filme de drama e ficção histórica francohispanomexicano de 2010, dirigido por Icíar Bollaín. Quinto longa-metragem de Bollaín e o primeiro  em que não participa do roteiro, escrito por Paul Laverty, habitual colaborador de Ken Loach. 

Um filme dentro de outro filme, como Cabra Marcado pra morrer, narra a rodagem de um filme de época em torno do mito de Cristovão Colombo, que muitos descrevem como um homem obcecado pelo ouro, caçador de escravos e repressor de etnias.  

Em 2000, oito anos após a conferência sobre o clima no Rio, uma população nativa das nações mais pobres da América do Sul se colocou contra interesses de uma poderosa multinacional com sede nos Estados Unidos para recuperar um bem básico: a água.  

A companhia norte-americana Bechtel tentou subir de maneira abusiva o preço da água. Os protestos de trabalhadores, as greves e manifestações deixaram ilhada a cidade de Cochabamba durante muitos dias e a dimensão do protesto foi tão significativo que a empresa abandonou o mercado boliviano, o contrato da água foi cancelado e foi instalada uma nova companhia sob o controle público. 

Em 15 de setembro de 2010 o filme foi pre-selecionado para representar a Espanha nos prêmios Oscar, juntamente com Lope e Cela 211Também a Chuva foi a escolhida. prêmios Ariel, no México. Participou no Festival Internacional de Cinema de Toronto, na categoria Contemporary World Cinema. Foi o filme encarregado de abrir a 55ª Semana Internacional de Cinema de Valladolid

Ficha Técnica

Título: También la lluvia 

Título original: También la lluvia 

Dirección: Icíar Bollaín 

País: Francia, España, México 

Año: 2010 

Fecha de estreno: 05/01/2011 

Duración: 103 min 

Género: Drama, Histórico 

Reparto: Gael García Bernal, Luis Tosar, Najwa Nimri, Emma Suárez, Karra Elejalde, Raúl Arévalo, Carlos Santos, Dani Currás, Juan Carlos Aduviri 

Distribuidora: Alta Films 

Productora: Morena Films