fbpx

Edmeé García Diosaloca

Diosaloca_Talleresdevoz_17.05.2018-037-672x372 Entrevista com Edmeé García Diosaloca Slam Entrevista Performance Latino

O Spoken Word MX é um projeto dedicado a explorar as poéticas que transcendem a página e se relacionam com outras disciplinas. Nesta entrevista, a artista fala da sua história com a poesia falada e de suas poesias, que usam os sons como um veículo para acariciar, convocar e mover.

Edmeé García Diosaloca é um artista interdisciplinar que mistura a poesia falada e o looping vocal e instrumental. A sua exploração da consciência através da criatividade trouxe a vontade de gerar espaços para a exploração da poética que transcende a página, e deu origem ao Spoken Word MX, primeira competição de poesia falada do México.  
 
Edmeé  iniciou sua trajetória artística compartilhando sons e versos com Iraida Noriega e Leika Mochan em um projeto chamado Fragile, onde as cantoras usaram alguns instrumentos e loopers para interpretar canções que foram tecidas com a poesia de Edmeé. Ele também participou de projetos cênicos, colaborando com atores e diretores. 

Eu tive vontade de tentar isso, eu comprei um ( dispositivo chamado Line 6 DL4 ) e comecei a experimentar. fazendo meus poemas junto com o dispositivo e assim descobri um novo mundo de sonoridades

Em 2014, inaugurou o blog Disaloca MX, dedicado a literatura e aos podcasts, onde recebia escritores e slamers de poesia falada. A parceria com os circuitos locais de Slam do México, começou em 2015, juntos produziram o primeiro slam Nacional.  

Foi assim que surgiu o Spoken Word MX, como um projeto dedicado a explorar as poéticas que transcendem a página e se relacionam com outras disciplinas.  Nesta entrevista, a artista fala da sua história com a poesia falada e de suas poesias,  que usam a respiração como um veículo para acariciar, convocar e mover. 

Foi uma grande experiência, nos aproximamos de diferentes expoentes da poesia em voz alta e decidimos pegar esse ponto da poesia falada e encarnada, levando a uma dimensão além do formato de slam

Puentes de luz

Edmeé Diosaloca y Alda Arita

Viaje pelos mistérios da encarnação e música experimental. A poesia foi apresentada no Spoken Word MX

Los sonidos que me guardé

Originalmente publicada no The Chocolate Vodou (2012) e posteriormente na coleção que leva o nome de Breathe Poetry (2016). Revista la Piedra também publicou este texto e fez um vídeo de uma interpretação clássica usando o voice line touch.