fbpx

Vidas Rasteiras, novo lançamento de Alberto Pucheu

Poeta, ensaísta e professor, Alberto Pucheu lança Vidas Rasteiras numa parceria entre a Editora CULT e a Livraria Mandarina. Autor de Para que Poetas em Tempos de Terrorismos seu novo livro transita entre a poesia e a filosofia, um testemunho poético-filosófico do nosso tempo e do que é, afinal, o contemporâneo.

Acesse

Lançamento do Poeta FELIZPE

Autor de versos proféticos em 2014 sobre o que seria o Brasil de 2019, poeta periférico e autêntico, FELIZPE circulou pelos movimentos de resistência literária do Rio de Janeiro. Lançou novo livro esse ano, pôs seus livros em preços promocionais e divide conosco alguns de seus versos.

Acesse

50: Uma Antologia de Julio Almada

Para comemorar seus cinqüenta anos de vida o poeta Julio Urrutiaga Almada lançou uma antologia com poemas selecionados em suas diferentes fases de criação poética. Julio é também tradutor e professor de Português no Centro Cultural Brasileiro no Equador.

Acesse

Contrarresiliente, um manifesto anti-barbárie

Vencedor do Prêmio Lima Barreto (2018), contista, músico e poeta, o premiado escritor Zeh Gustavo apresenta seu ivro de poesias. Contrarresiliente (Editora Viés) é um livro atual, um convite ao confronto, de onde extraímos espanto, lirismo e inconformidade. Um manifesto anti-conivência contra a apatia e estupidez que servem tão bem a necrocracia.

Acesse

Lançamento do livro Lâmpada Diurna

Neste livro de Lucas Daniel Tomáz de Aquino os contos formam um todo coeso, desde o tema à estética, oscilando entre um hiperrealismo literário e a artificialidade das histórias em quadrinhos, muitas vezes regado à violência e a impossibilidade de olhar para o outro.

Acesse

A poesia de Angelita Guesser

Nesta obra de estreia, Angelita Guesser traça uma dialética poética particular, expondo seu universo interior – quase que autobiográfico – como um campo fértil de ideias. A poeta semeia sua crítica lírica amorosa que é, em si mesma, uma linguagem corporal de sublimação, momentos de solidão, paranoia, ansiedade e melancolia, até diluir-se num transe induzido pelo que tateia e beira o impossível.

Acesse

Macunaíma, de Mário de Andrade

Macunaíma nasce e já manifesta sua principal característica: a preguiça. O herói vive às margens do mítico rio Uraricoera com sua mãe e seus irmãos, Maanape e Jiguê, numa tribo amazônica. Após a morte da mãe, os três irmãos partem em busca de aventuras.

Acesse

Augusto dos Anjos, Poeta da Morte

Paraibano, filho de proprietários de engenho nascido no fim do século XIX, bacharel em direito que dedicou a vida ao magistério, Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos publicou em vida um único livro intitulado “Eu”. A indiscutível originalidade e inovação na escrita, com idéias modernas, termos científicos e temáticas filosóficas tornaram o poeta tão atemporal quanto incompreendido. Recebeu a alcunha de “Doutor Tristeza”, “Poeta Maldito” e “Poeta da Morte”.

Acesse