fbpx

Poemas de Thainicy Delgado

Professora e poeta angolana Thainicy Delgado traz nos versos um olhar autêntico e sensível a contemporaneidade aliada a sua voz original e a competência de quem conhece e ama com a língua portuguesa. 

A Noite Ainda É Jovem

Pela janela o vento sopra destemido 

Pela porta o dia entristece 

À tarde a chuva aparece 

 

Sonora  

Radiante  

 
Névoa, mar, rio 

Perdidos sonhos inundam 

Pincel esquadrilha 

Caminhos escurecidos 

Rostos enfurecidos 

Estrelas verdes brotam nas lágrimas adormecidas 

 
 

  • •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Tenho saudades do Planeta 

Tenho saudades do Mundo 

Tenho saudades d´África 

Tenho saudades d´Angola 

Em cantos a vida ainda é hino 

É lenha na fogueira 

É ritmo  

No tambor a gingar 

Ressuscitar passos 

Vamos cantar Humanidade! 

Sépalas do Útero

Perfumada  

Guerrilhada 

Areia 

Se re ia 

 

Pedra a da coragem  

 

Embrião + braço de aço= resistência 

Fórmula perfeita! 

Viagem longa 

 

Raiz réstia 

 

Mimo d´ existência 

Santa n´ olhar 

Dor apocalipse 

 

Orçada semente 

 
Sangue secular 

 
 

 
 

  • •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

 
 

Todos dias há fogo 

Há fogo nos sentimentos 

Há fogo nos pensamentos 

Mas não há chama 

 Que Clama noite 

D´um dia que não chega 

 
 

Vive tão perto 

 
 

Mas não vem 

Cheia de vulcão na impaciência medrosa 

Pregada num pão assassinado 

Mesmo assim ainda renasce 

Floresce na secura das imaginações crónicas 

 
 

Sem clemência 

Na existência 

Desta viagem infinita 

Cinzas do Desejo 

 
 

 
 

  • •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

 
 

Se me contassem  

pérolas de ideia  

sobreviveria neste léxico  

de tirania 

voaria no segmento  

dos fonemas sádicos 

 
 

se me contassem  

perólas de ideia  

o futuro não estaria incerto 

 
 

 
 

  • •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••
Sobre a Autora

Thainicy Delgado, pseudónimo de Teresa Quicassa Delgado, nasceu a 9 de setembro de 1992, natural de Quela, província de Malanje, Angola. É professora, estudou Línguas e Literaturas em Língua Portuguesa pela Faculdade de Letras, Universidade Agostinho Neto. Escreve, poemas, crónicas, contos, textos motivacionais e reflexões sobre questões socioculturais do quotidiano angolano e mundo actual. Participou em várias antologias como: Antologia Digital Nós e a Poesia, homenagem a João Tala (2019); Antologia Feminina Digital Pétalas D´alma (2019); Revista Literária O Fio da Palavra, homenagem a Lopitó Feijó (2018) Todas de Angola.

Thainicy-Delgado-1024x1008 Poemas de Thainicy Delgado Contemporâneos